Perfil do Blog

Nosso blog tem por objetivo falar de verdades e valores, e o referencial é:

 Irislene Stefenelli

Alem é claro que formar esta bela família virtual, e estar sempre por dentro de como anda nossa menina...

Não saia sem deixar um recadinho, sua opinião, crítica ou carinho é muito importante pra gente!!!

Administradoras

Mary Bruxinha

Conversa sobre assuntos diversos sobre Iris e tudo que ela resgatou e resgata em matéria de sentimentos...

 

Rosi Mds

Designer e manutenção

Contato

 

 

meu.cantinho.iris@gmail.com

 

Nosso perfil no orkut, clique na imagem para nos adicionar:

 

 

 

Midi Player

  Para ver vídeos, ou outros recursos de áudio, bem como se desejar ver o blog sem música, clique na quadradinho preto (stop)

Mariah Carey - Butterfly

Linke-nos

 

Montagens

Para encher nossos olhos com o brilho de Irislene Stefanelli!!!

Clique na imagem para vê-la em tamanho original:

Vídeo

Cantinho Sirizinha

Clique na imagem para visitar o site da personagem Sirizinha...

E não deixe de visitar a página de "novidades", para ver o resuminho da semana da nossa administradora Sandra Alvim, em versão infantil...

Todos os sábados!!!

Vale a pena conferir!!!

::..Os criadores..::

Site do Rogério: www.rogeriomartins.com


Site do Robson: www.rochsistudio.com.br

 

Blog Oficial

 

 

Seguidores oficiais

 

 

Acreditaram na Iris

Sites de empresas que acreditaram na nossa menina... apostou nela, tem o nosso carinho:

Clique nas imagens para conhecer o site das empresas:

Quem tiver sugestões de outros sites, que merecem nosso carinho, escreva nos comentários...

Contador

 

Online Users

 

Parceiros

:: Trabalhinhos by Rosi
:: Mds Kids
:: Mensagens da Zica
:: Canto da Sol
:: Meu doce Mundinho
:: De Cara pra Lua
:: Celebrities
:: Oficial Diego Gasques
:: Iris Brilha
:: Iris. Siri
:: Alemão e Siri
:: Cantor Leonardo
:: Leilah Moreno
:: CPM 22 - MInas Gerais
:: Diego Alemão
:: Diego zip net
:: Um Sonho a Dois
:: Espaço Claudia Damm
:: O Blog da Siri
:: O diário da Cris
:: Comentanto o comentado

Arquivos

 

01/01/2011 a 31/01/2011

01/11/2010 a 30/11/2010

01/05/2010 a 31/05/2010

01/12/2009 a 31/12/2009

01/10/2009 a 31/10/2009

01/08/2009 a 31/08/2009

01/06/2009 a 30/06/2009

01/05/2009 a 31/05/2009

01/04/2009 a 30/04/2009

01/03/2009 a 31/03/2009

01/02/2009 a 28/02/2009

01/01/2009 a 31/01/2009

01/12/2008 a 31/12/2008

01/11/2008 a 30/11/2008

01/10/2008 a 31/10/2008

01/09/2008 a 30/09/2008

01/08/2008 a 31/08/2008

01/07/2008 a 31/07/2008

01/06/2008 a 30/06/2008

01/05/2008 a 31/05/2008

01/03/2008 a 31/03/2008

01/02/2008 a 29/02/2008

01/01/2008 a 31/01/2008

01/12/2007 a 31/12/2007

01/11/2007 a 30/11/2007

01/10/2007 a 31/10/2007

01/09/2007 a 30/09/2007

01/08/2007 a 31/08/2007

01/07/2007 a 31/07/2007

01/06/2007 a 30/06/2007

01/05/2007 a 31/05/2007

01/04/2007 a 30/04/2007

Designer by

 

Encomende o seu: (rosi.mds@gmail.com)

 

Resolução

 

Blog melhor visualizado em 800x600

 

 

Mídia Sensacionalista

Li um artigo de Fernando Mauro M. Salerno(Diretor Geral de "O Valeparaibano"
de São José dos Campos). sobre o papel da imprensa, (quem tiver interesse em ler o artigo completo clique aqui)
E retiro dele um parágrafo que achei muito interessante:

"Muito tem se falado na distinção existente entre a chamada grande imprensa caracterizada como séria, formadora de opinião e a pequena imprensa, que apela para aspectos popularescos, manipulando os leitores, divulgando informações sensacionalistas. Se o aspecto crítico é característica da primeira, parece correto afirmar que a função apelativa é atributo da segunda."


É desta segunda que gostaria de falar neste post.


Estamos vivendo um momento muito triste, em relação a nossa querida Iris e a imprensa. Uma coisa que sempre digo, quando amigos comentam alguns artigos, é que a imprensa não precisa provar o que escreve, por isso escreve o que quer.


Talvez ai alguns questionem e não concordem, já que inúmeras vezes já houve processos em cima de tais jornalistas, a maioria, casos ganhos. A imprensa paga uma multa, fica proibida de citar um certo nome e parte para o próximo. O dinheiro que pagou da multa, quase sempre não é nem metade do que ganhou, sem contar que a multa não retira o que já foi dito e registrado pelo leitor, isso quando o veículo não ganha ainda um monte de popularidade, em função deste tal processo.


É realmente lamentável, que um veículo de informação, tão importante na nossa sociedade, tenham atitudes tão irresponsáveis e imaturas, para não dizer insensíveis, pois lidam com sentimentos, com seres humanos, que se preocupam com aqueles que estão sendo alvos de suas notícias fictícias, sejam fãs, familiares ou os próprios alvos.


Mas me parece que este aspecto não é levado em conta, o importante é tão somente o dinheiro que rola por detrás destas notícias, chamar a atenção do público é o objetivo, a forma como isto será feito pouco importa a eles.


Quem não conhece a famosinha frase "quem conta um conto, aumenta um ponto". Isso cabe muito bem a nossa ilustre imprensa, não só aumenta, também inventa e distorce. O uso de palavras de duplo sentido, ou um texto acompanhado de uma imagem de outro momento, são recursos muito utilizados para confundir o leitor e assim alcançar seu objetivo.


No caso específico de Iris e Diego, a imprensa "resolveu" acabar com o romance. Eles resolveram, não foi o casal. Vejam bem: Esta foi a sétima edição do Big Brother Brasil, inúmeros casais se formaram neste programa, no entanto nenhum deles tomou a proporção de Iris e Diego. Enquanto os dois não estavam juntos, a imprensa ganhou muitos leitores, noticiando Iris falando que gostava de Diego, e ficaria com ele fora da casa. A família de Diego adorava Iris. Mas agora o Grande Final aconteceu, os dois estão juntos, felizes, a notícia acabou, ficar colocando que os dois estão juntos, acalmaria milhões de pessoas que torcem por eles, mas não mais chamaria tanta atenção, nem causariam aquele choque nos leitores.


O que eles precisam então, acabar com o romance, e para isto irão usar qualquer frase que os dois digam, qualquer expressão que façam, qualquer atitude que tomem, para nos fazer acreditar nisso. Cito um outro parágrafo do texto acima mencionado:


"A linha divisória entre o interesse público e o interessante para o público é tênue e depende, em parte, do modo pelo qual é explorado sob o ponto de vista jornalístico. Neste sentido, exige grande capacidade de discernimento tanto de quem escreve, quanto de quem lê."


Nós, simples leitores, não podemos fazer nada??? Engano, podemos sim, é de nós que eles necessitam, é para nós que eles escrevem. Portanto depende de nós acreditar ou não, dar a eles o ibope que eles querem ou não. Eu faço a minha parte, não me interessa o que eles escrevem, acredito no que vejo e sinto, enquanto os dois estiverem juntos, enquanto os dois dizem que estão juntos, eu acredito.


Talvez pensem que sou cega, burra, ou que esteja tapando o sol com a peneira, querendo acreditar na minha verdade, sem questionar os fatos, mas que fatos??? A imprensa não me apresentou nenhum concreto.
Passei quase três meses da minha vida assistindo 24 horas os dois, a troca de olhares, de carinho, de proteção, vi o sofrimento de Diego na saída de Iris, me emocionei com eles, porque deixaria de acreditar agora??? Por causa do sensacionalismo da imprensa??? Nunca!


Sou romântica sim... incurável... mas feliz demais por ser assim... mas sou realista também, sei que o romance pode acabar, mas se isso acontecer tudo o que eles viveram já foi bonito e intenso demais, tão bonito que, nem eles, nem nós leitores, podemos deixar a acabar desta forma, eles "Iris e Alemão", e somente eles podem decidir pelo fim do romance, mais ninguém!!!


A esta imprensa sensacionalista, os meus mais profundo sentimentos, dou muito valor ao estudo, e sinto muitíssimo que alguns repórteres o desperdicem em trabalhos tão pequenos e de pouco valor. A mim passa uma profunda mediocridade.


A Iris e Diego muita força para enfrentar tudo isso, lembrem-se que em contra partida dessa gente, tem milhões de pessoas que acreditam e torcem por vocês.


A todos as amigos , fãs e familiares, não sofram, enquanto estão falando deles é porque são importantes. Não são apenas mais dois ex-bbbs, que saíram da casa e hoje nem são reconhecidos na rua!!! Se dentro da casa foi a inveja que fez a fama de Iris, fora dela não será diferente!!!

No próximo post vamos falar de princípios?

BeijosBruxinha

 

:: Postado por Bruxinha às 16h19
::
:: Enviar esta mensagem



Simplicidade

Um dia lendo um manual de boas maneiras e etiqueta, li uma frase que muito me chamou atenção, não citarei aqui onde li, para que não pensem que é uma crítica ao mesmo, até porque não é esta minha intenção. A frase é a seguinte:


A franqueza é a maneira mais fácil e certa de ser desagradável.


Não discordo, e mesmo entendo esta colocação, Iris sofreu muito no Big Brother, por seu excesso de franqueza. Por outro lado, prefiro errar pelo excesso que pela falta, por isso admiro muito aqueles que por sua falta de requinte e sofisticação, a qual eu denominaria de simplicidade, fogem as regras de etiquetas, são elas mesmas, falam o que pensam, não usam máscaras, não mentem, não fingem, não tentam ser  que não são.


Na simplicidade de seu cinto verde brega, sua ultrapassada flor azul no cabelo, seu sotaque carregado e vocabulário simples,a sacoleira, lavou as cuecas do "quase" namorado, sem constrangimentos, fez sua própria festa, batendo em panelas, cantando esganiçado e desafinado, acusada de não ter bom senso.Passou o cabelo a ferro e na falta de secador desenvolveu um método de secagem que virou até brincadeira e fez a alegria dos brothers. Veja a imagem:


Trecho da Biografia de Iris no site Oficial do BBB: "Quem olha para Íris, uma bela loira de 27 anos, 1,63m e 53kg não imagina que ela tem uma profissão de risco que exige força física. "Sou sacoleira. Eu busco roupa em São Paulo para vender no interior de Goiás e em Uberlândia. Vida de sacoleiro não é fácil. É perigoso e arriscado. Podem acontecer acidentes de ônibus, assaltos. E o sacoleiro trabalha muito, carrega peso o dia inteiro", diz ela, com sotaque caipira e sem qualquer tom de choradeira. É que, além de batalhadora, Íris está sempre com um sorriso no rosto e ama se divertir e fazer palhaçada"


As pessoas simples são exatamente assim, elas sofrem muito menos pela falta de conforto e curtem muito mais quando os tem. Quando conquistam alguma coisa dão valor, cuidam com amor e carinho. É por isso que por mais que a mídia tente deturpar e distorcer fatos, com o objetivo de denegrir a imagem dela, ainda não conseguiram nenhuma imagem da mesma torcendo nariz para imprensa, paparazzos e fãs. Porque na sua linda simplicidade ela dá atenção a todos, valoriza tudo o que conquistou e agradece por isso.


Imagem triste esta:


Acredito que é por isso também que todo o requinte e sofisticação das outras meninas não conseguiram conquistar tantos corações, como nossa querida Iris, porque como diz Leão Tolstoi: "Não existe grandeza quando a simplicidade, bondade e a verdade estão ausentes." Quem lembra da humilhação que Iris sofreu, quando Analy lhe virou as costas e jogou-lhe os cabelos no rosto, será isso que podemos chamar de elegância?


Eu diria que a simplicidade não é um estado de espírito, faz parte do caráter e da criação, vem de berço, e não é de ouro, mas tem muito mais valor...

Foi desta simplicidade, que nasceu todo o carisma de Iris, foi por causa desta simplicidade, que chorei nos seus momentos de sofrimento, foi por causa desta simplicidade que sorri com ela, que aprendi com ela, que vibrei e me emocionei. É simplesmente por conta desta simplicidade que aconteça o que acontecer, falem o que falar, estarei sempre torcendo por ela e querendo o bem que se quer a um filho, que nasce na simplicidade de nossos corações!!!

 

No próximo post vamos falar desta imprensa sensacionalista?

Com carinhoBruxinha

 

:: Postado por Bruxinha às 12h54
::
:: Enviar esta mensagem



Preconceito

"Felipe é o mais radical dos brothers descontentes. Para o skatista, a sister é puro teatro na casa. "Ela é tão da roça quanto eu. Ela não é essa inocente que o pessoal está achando não. Para bater sacola de cidade em cidade, tem que ser malandro. Mulher da roça não rebola como ela, nem bota saia curta. Comigo esse papo de que é inocente não cola não. Toda hora é isso: sou da roça, sou pobre", massacra. Outros heróis concordam com Felipe. Até o brincalhão Caubói pega pesado: "Ela tem necessidade de aparecer", resume."

Assistia eu esta conversa ao vivo no ppw, e fiquei simplesmente indignada. Quem foi que disse a esse sujeito que mulher da roça não rebola e nem bota saia curta? Será que este individuo, algum dia conheceu um caipira, ou é mais um das milhares de pessoas que tem em mente que caipira é aquele sujeito maltrapilha, sem dente, burro e que fala errado. Para ele, então, baiano deve ser tudo preguiçoso, e gaúcho deve ser grosso e andar a cavalo pelas ruas.

Este tipo de comentário para mim tem dois nomes: Preconceito e Ignorância

 Deixo pra vocês, uns trechos de uma reportagem sobre este preconceito ao caipira:

Oposto comportamental do rush das megalópoles, das buzinas, da fumaça que sai dos escapamentos de carros cada vez mais velozes, o caipira é uma figura humana extraordinária. Personagem de uma história rica, embora muitas vezes deturpada, é freqüentemente vítima de preconceito. O estereótipo criado pela sociedade capitalista revela um sujeito atrasado, simples, que fala errado e se veste mal. Trata-se, entretanto, de um reducionismo ignorante.

Após décadas de esquecimento, a agropecuária do país passa por um processo de revalorização. No interior surge um novo caipira., mas estudado, bonito, vivendo com qualidade de vida

Quando as festas juninas começaram a ser dominadas pelos representantes da cidade, aconteceu a deformação maior: juntaram a caricatura do caipira com o folclore nacional. Os festejos, nascidos no Nordeste com o bumba-meu-boi do século XVIII, aqui no Sudeste incorporaram elementos depreciativos, carregados de preconceito.

Esconde, todavia, um terrível engano, ajudando a turvar a realidade. Essa mania urbanóide de rotular as mulheres e os homens rurais como caipiras bregas provoca sentimentos chauvinistas, desagregadores. Alguém já perguntou para um agricultor o que ele acha desse negócio de vestir calça pula-brejo?

Não vê quem não quer. No interior do Brasil surge um novo caipira. Pode falar puxado no erre, mas não se inferiora com quem sibila o esse. Caipira, sim, mas estudado, bonito, vivendo com qualidade de vida.

Lembre-se disso, principalmente se estiver pensando, na próxima festa junina, em vestir um chapéu desfiado  Esqueça o adereço. Tome seu quentão, dance quadrilha, curta o foguetório, mas reverencie o campo, valorizando-o ao invés de estimular as diferenças.

E se encontrar alguma criança com dentinho pintado de preto, denuncie: preconceito é crime constitucional.

Publicado nos jornais O Globo e O Estado de S.Paulo em 22 de junho de 2004

É inacreditável que ainda hoje, no ano de 2007, exista o preconceito ao caipira, assim como ao homossexual, ao negro, ao deficiente físico, ao ex-presidiário, etc. Que atraso de vida, como queremos que o Brasil não seja um país sub-desenvolvido, quando ainda temos tanto preconceito por ai?  

Ter sido criada numa cidade do interior, por pessoas simples e de princípios, faz de Iris uma caipira sim, mas não a condena a usar o vestidinho xadrez e duas trancinhas com fitinhas no cabelo. Este é um pensamento por demais atrasado e preconceituoso.Como pode um sujeito dizer que Iris não é caipira, porque é malandra, já que BATE sacola de cidade em cidade. Como se ser caipira fosse sinônimo de burrice e de incompetência.

A caipirez de Irislene Stefanelli se percebe através dos seus princípios, do seu sotaque, da sua simplicidade, da sua educação, dos seus valores. Não das suas roupas ou da maneira como dança.

Como Iris muitas vezes respondeu, ela não se ofende de ser chamada de caipira, porque tem orgulho de suas origens!

E nós temos orgulho de você, Iris e todo o povo da roça, que tanto contribuem para a cultura e enriquecimento do país!

Bruxinha

No próximo post vamos falar de simplicidade?

:: Postado por Bruxinha às 15h20
::
:: Enviar esta mensagem



Inveja

Na casa do BBB7, não há como negar que houve uma perseguição ao trio. O argumento era que três pessoas juntas, são mais fortes no jogo, podem combinar votos, votar por afinidade, nunca se votar, etc. Mas será que Fani, Diego e Iris, eram o único trio da casa? Não, no desenrolar do jogo, muitos trios se formaram, quartetos e quintetos, inclusive.


Mas então qual era o real motivo desta perseguição?


INVEJA


Os três juntos não significavam mais poder de voto, significavam, alegria, carisma, união, companheirismo, e por ai vai. E como tudo que é bom e bonito, causa inveja.....
Quem não lembra de comentários do tipo: "Todos os convidados que entram na casa só falam com o trio, inclusive o Bial".
Quantas vezes fiquei observando no intervalo dos programas ao vivo, o trio conversando, brincando, cantando e os outros em silêncio, olhando, observando, com nítida inveja nos olhos e expressões.
No entanto, não vejo a inveja como simplesmente um sentimento ruim, como tudo na vida, a inveja tem o lado bom, quando ela impulsiona o "invejoso", a buscar por si, ter aquilo que o outro tem. Então a inveja age como estímulo, não é destrutiva, não machuca, só motiva.
Mais ainda que a inveja do trio, houve a inveja da pessoa "Irislene Stefanelli", inveja de seu carisma, inveja da sua conquista (Diego), da sua alegria, da sua beleza, da sua simplicidade. Estou exagerando? Então me dêem outro nome para este comentário:
- É o Photoshop pegou pesado ai (comentário de "alguém" quando Alemão falou que a caipira estava muito linda na foto).
A inveja do "alguém", tem sua explicação, ela formou um casal na casa, mas seu par deixou claro - Não a protejo! Deve ser duro mesmo ouvir isso, e assistir o outro comprar briga com uma casa inteira, para defender a pessoa que gosta.
Essa inveja de Iris sim, é a inveja destrutiva, porque tenta denegrir a imagem do outro, eliminar, tirar o brilho, ao invés de mudar as atitudes, e buscar seu lugar ao sol.
Como assim denegrir a imagem? Chamando alegria de "necessidade de aparecer", beleza de "Photoshop", simplicidade de "apelo a pobreza", ingenuidade de "burrice", flexibilidade de "duas caras", entre outras.
Será que é a inveja que deixa pessoas com expressões assim?


Mas felizmente eles não conseguiram, a inveja deles, só fizeram bem a nossa menina, a fizeram crescer como ser humano e ainda quadruplicou o carinho do público com a mesma... dizem que a inveja mata, não sei se mata mesmo, mas que inferioriza, ah isso inferioriza!


Deixo a vocês uns versos de Sebastião Ayres, que explicam exatamente o que estou querendo expressar:

Inveja é sentir tristeza,
Desgosto, insatisfação
Por justo sucesso de outrem,
Felicidade do irmão;
É ficar contrariado,
Contrafeito, revoltado,
Perante a alheia ascensão.

É pretender, cobiçar,
Atributos ou riquezas
De quem são seus detentores
Por mérito, sem ardilezas;
É querer prosperidade,
Sem trabalho e honestidade,
Movido por espertezas.

Disputas, competições
São normais e naturais;
Recursos de emulações
São saudáveis, se leais.
Que vençam os mais bem dotados
Treinados, capacitados,
Com aptidões pessoais.

Toda inveja é inconfessável,
Sórdida e degenerada;
Pérfida, vil e maldosa,
Desprezível e depravada.
Acarreta ódio e ciúme,
Disfarça, não vem a lume,
Está sempre mascarada.

Alegra-se com a desgraça
Que ao próximo sobrevém;
Apraz-lhe a adversidade
Que recaia sobre alguém.
Assaca murmurações,
Calúnias, detratações
Contra quem já se deu bem.

Com carinho

Bruxinha
 

No próximo post, vamos falar de preconceito?

:: Postado por Bruxinha às 13h21
::
:: Enviar esta mensagem



Amizade

Impossível falar de amizade, BBB e Iris, sem lembrar um dos acontecimentos mais marcantes desta edição:

"O Pacto de Sangue"

Engraçado, sou uma "bruxinha", mas do bem é claro, e não tenho como aceitar um pacto de sangue como "prova de amizade". Amizade é algo sublime, essencial e divino. É a entrega de  nossas almas e coração a outra pessoa. Não a entrega ou troca de sangue. A amizade não machuca, não corta, não dói. Ou pelo menos deveria ser assim.

Ouvi uma frase uma vez, e nunca mais esqueci: "Amigos são a família que Deus nos permite escolher". E não é verdade? Imaginem então, no caso do BBB, onde estão enclausurados, longe da família, dos amigos de infância, e até dos animais de estimação??? É inevitável que se crie laços de amizade, onde um  dá força, protege, e defende o outro. Lá dentro eles escolheram suas "famílias".

A partir desta necessidade que formou-se o triângulo, chamados por muitos de triângulo amoroso, do que eu discordo totalmente, era sim um Triângulo de Amizade. Diego não amava Fani, desejava, Fani não amava Diego, se divertia, Diego não amava Siri, admirava, Siri não amava Diego, sentia carinho e proteção. Se dai surgiu um grande amor, é outra história, mas o real começo de tudo foi pura e simplesmente uma grande amizade (o que faz do amor mais forte ainda).

São essenciais numa AMIZADE:

1. Fidelidade: Fani titubeou, foi fraca, teve dúvidas,  Iris não, se existia um elo, nada seria capaz de destruí-lo.

2. Lealdade: amigo não fala nas costas, Fani falou, Iris não!

3. Apoio: Iris fazia de tudo para apoiar seus amigos na hora em que precisavam, até dormir abraçadinha, contra os seus "princípios".

4. Zelo: Iris segurou a onde de Alemão, na briga da cueca, quem não lembra do seu desespero, tentando apartar a briga?

5. Sentir necessidade da presença do outro, ou falta na sua ausência:

6. Superação das diferenças: apesar da enorme diferença de personalidade de Iris e Fani, as diferenças foram aceitas, sem críticas maldosas e desrespeito. (ao menos de um lado)

7. saber escutar:

7. Defender quando preciso: Iris defendeu Diego, Flavia e Fani (em diversas situações como no episódio da Panela e do voto de Diego em Felipe), mas criticar quando necessário:

 

 

8. Além é claro de muito carinho e cumplicidade!

  

 

Sei que muitos serão contra minhas palavras agora, mas acredito sim na amizade da Fani, o que penso é que amizade exige muito do ser humano, inclusive maturidade e confiança, faltou um pouco destes ingredientes para Fani, mas não posso tirar dela o mérito de ter sido,  junto a Diego e Flavia, um colo, um aconchego, um abraço, uma força em momentos de tristeza e de exclusão da nossa Siri, ela falhou sim... mas nas amizades também existem falhas, e eu quero acreditar que a sinceridade ainda existe no coração das pessoas.

Veja o que diz Iris, em entrevista para a revista Nova deste mês:

Sobre seu relacionamento com Fani, ela parece não guardar rancor. "Quando entrei na casa, não tinha roupas suficientes para poder usar uma diferente a cada noite. A Fani abriu a mala e disse que eu podia pegar o que eu quisesse. Ela é diferente de mim, é namoradeira, mas me deu muito carinho."

Valeu Alemão, Fani e Flavia, em muitos momentos vocês deram o apoio e o colo que milhões de brasileiros queriam ter dado a caipirinha!!!

É mais uma lição, que nossa Siri deixou as crianças, jovens e adultos: mesmo numa disputa, onde dinheiro é o objetivo, podemos sim criar laços fortes, porque não há dinheiro no mundo que compre o que temos no coração, além é claro de mostrar que a amizade se demonstra com palavras, gestos e atitudes, nunca com sangue!!!

Orgulho de você, Siri!!!

Vergonha do Pacto de Sangue!!!

No próximo post vamos falar de inveja?

:: Postado por Bruxinha às 01h07
::
:: Enviar esta mensagem



Transparência

Vivemos num mundo de total hipocrisia, onde as pessoas a todo o momento precisam parecer o que não são, políticos beijam criancinhas na época de eleição e depois nem lembram que elas existem, eles são assim??? Isso gera em mim e em muitas pessoas o medo de nos enganarmos com quem se aproxima, nunca sabemos se tal atitude é verdadeira, se tal sentimento existe, estão se aproximando por interesse ou carinho, etc... A realidade é que a grande maioria das pessoas usam máscaras, interpretam personagens e vão tão fundo neles que até mesmo eles próprios acreditam no seu personagem. Você nunca viveu uma situação onde levou meses ou anos para descobrir que aquele "fulano" não era nada do que você pensava??? Eu já!!!

Falta transparência nas pessoas... o mundo seria tão mais honesto se as pessoas fossem elas mesmos, se deixassem os personagens para a ficção e vivessem o seu eu verdadeiro. No BBB vimos muito disso, alguém acredita que todos ali foram eles mesmos??? Vocês viram transparência em suas atitudes???

Vamos relembrar um pouquinho: Carol disse uma vez, que não era ela o tempo todo, que controlava suas atitudes dentro da casa, Alberto quando saiu disse que não foi ele mesmo (essa da ótimas interpretações, ele pode ter sido tomado por algum espírito do mal), Bruna contou que seu próprio pai disse que com o gênio que ela tinha, não duraria na casa, no entanto a Bruna que vimos não poderia ser mais compreensiva, calma, madura... que gênio é este que não vimos???

O que vimos a todo o momento foi pessoas criticando o jeito da Iris, mesmo Alemão e Fani, as pessoas mais próximas, procuravam "segurar a onda da menina", pediam pra ela maneirar, não falar o que pensa, tipo "deixar quieto", ela no entanto mesmo sabendo que isso a ajudaria a manter-se no jogo, não escutava a palavra dos amigos, ela tentou...... isso tentou!!! Aproximou-se dos supostos inimigos, mas não adianta, quando a pessoa é transparente, falsidade não tem vez, ela esquecia tudo que o bom senso mandava e "falava demais" como dizia o Alemão.

Ela viveu um "amor tórrido" (palavras do Bial), no entanto sem beijo e sem declarações de amor,mas o que são palavras quando a pessoa é transparente, e seus olhos, gestos e atitudes dizem tudo???

Você vê o amor Tórrido??? Eu vi, milhões de brasileiros viram, ela não nos disse nada!!!!

Quantas vezes fiquei observando outros participantes da casa quietos, pensativos e me questionei, o que será que ele está pensando, maquinando, ou quando falavam... falavam... falavam e não diziam nada, não entendia o que eles queriam dizer. E quantos momentos vi nossa Siri quietinha, sem dizer uma palavra e pensava, ela esta triste por causa disso, esta chateada por causa daquilo, momentos depois ela falava e pá... acertei!!!

Isso é transparência, conseguimos entrar na alma da pessoa que gostamos e saber se está triste, feliz, com raiva, e o que ela precisa ouvir ou sentir para ficar melhor. Transparência é um dos valores que precisamos tanto hoje em dia, para vivermos sem medos, nos entregarmos numa relação (seja de amor ou amizade) sem receios, voltar a acreditar no ser humano, sem dúvidas.

No dicionário: Transparência Qualidade de transparente Transparente: corpo que deixa passar os raios de luz, permitindo que se veja os objetos através dele;

Tirem as máscaras, elas impedem que eu te veja, mas também impede que você veja o mundo em toda sua plenitude e beleza!!!

No póximo post vamos falar de amizade???

 

:: Postado por Bruxinha às 19h05
::
:: Enviar esta mensagem



Apresentação do Blog

 

Mais um blog da Iris??? Nossa que chato, já tem tantos por ai!!!

 

Não este não é um Blog da Iris, é um blog de sentimentos, de valores, de troca, mas meu referencial é sim esta mineirinha que conquistou tantos corações!!!

 

 

Deve ser mesmo "papo de velho", mas ultimamente tenho me questionado muito sobre os valores dos jovens de hoje em dia. Temia muito pelo futuro da Nação, porque não confiava nos valores dos nossos jovens!!!

 

  

Mas ai me pego a assistir o Big Brother Brasil, o programa de televisão mais polêmico que eu já vi, rotulado de programa para ALIENADOS, como se toda a televisão não fosse meio alienante!!! E eis que me deparo com uma menina-mulher, vinda do interior de Minas, sotaque carregado, polêmica, "esganiçada", como diria minha avó, mas com uma bagagem de valores que a muito não se via...

 

 

Irislene Stefanelli tinha um sonho, entrar no Big Brother Brasil, se preparou para isso e quando teve a oportunidade a agarrou com as duas mãos, firrrrrme e forrrrrte, ela queria o prêmio de um milhão (quem não queria), mas será que ela imaginava o que estava por vir??? Será que alguém imaginava o que estava por vir? Acho que não, para mim nem o grande mestre Boninho imaginava, afinal foi escalado um time de  jovens, bonitos, liberais, a maioria solteiros, quadro perfeito para um programa de muita pegação, barraco e sensualidade.

 

 

Os planos foram por água abaixo, tinha uma tal de "Sirizinha" que virou o jogo, uma porrrrta, que se negou a entrar na "pegação", e o mais engraçado se uniu aos dois participantes mais "liberais", digamos assim: Fani, uma mulher de poucos pudores, com desejos a flor da pele, e corajosa, porque não??? E Alemão, o pegador, mulherengo, tipo cafajeste (que toda mulher queria ter uma em casa). Por ironia do destino, os dois se encantaram por ela, de um lado melhor amiga, de outro o objeto de desejo e admiração"

 

 

A partir dai, tudo começa a acontecer, e Iris trouxe para dentro de nossas casas o resgate de muitos valores: casamento, família, fidelidade, amizade, compromisso, humildade, determinação,esperança, coragem. Também despertou muitos sentimentos: inveja, raiva, preconceito, admiração, dúvida, carinho, amor, simpatia, justiça, fanatismo, preocupação, incompreensão, humor, tristeza, tolerância e intolerância, força,  desequilíbio e equilíbrio, decepção, zelo, saudade, sofrimento.

 

 

E são destes valores e sentimentos que quero falar aqui no meu blog, ou melhor "nosso blog", porque quero fazer dele um cantinho para  meditação e claro, relembrar um pouquinho da trajetória de "Siri", junto com vocês!!!

 

 

A idéia de criar este espaço, me veio a partir das visitas que fazia aos outros blogs oficiais ou não, que abordam o "tema" Iris Stefanelli, percebi nestas visitas que esta menina virou um fenômeno, o sucesso dela atinge de criança até os mais velhos, e na maioria JOVENS, aqueles mesmos jovens que no começo do meu post disse não confiar, esta constatação me fez recuperar a esperança, sinto que nossos jovens são capazes de amar, respeitar e admirar estes valores.

 

Vejo meninas com flores no cabelo!!!

 

 

No próximo post, vamos falar de transparência?

:: Postado por Bruxinha às 19h29
::
:: Enviar esta mensagem